“Estão querendo que a prisão seja uma colônia de férias”, afirma Moraes sobre bolsonaristas presos

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, nesta terça-feira (10), falou sobre os atos antidemocráticos orquestrados por apoiadores extremistas do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) em Brasília, no último domingo (8).

Em breve discurso, Moraes assegurou que cumprirá seu compromisso de punir todas as pessoas que de alguma forma apoiaram e se envolveram nos ataques terroristas ao Palácio do Planalto, Congresso Nacional e Supremo Tribunal Federal (STF).

“Dentro da legalidade, as instituições irão punir todos os responsáveis, todos. Aqueles que praticaram os atos, aqueles que planejaram os atos, aqueles que financiaram os atos e aqueles que incentivaram, por ação ou omissão. Porque a democracia irá prevalecer”, afirmou o ministro.

Além disso, Moraes comentou a respeito das críticas que as forças policiais do Distrito Federal e o STF estão recebendo por conta do tratamento que estas autoridades estão oferecendo aos extremistas detidos durante o domingo (8).

“As instituições não são feitas só de mármore e cadeiras. São feitas de pessoas, de coragem, de cumprimento da lei. Esses terroristas que até domingo faziam badernas e crimes, e que agora reclamam que estão presos querendo que a prisão seja uma colônia de férias, não achem que as instituições irão fraquejar”, concluiu.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts