Empresária acusa Rui Costa de fraude na compra de respiradores e diz ter prints de conversas com o ex-governador da Bahia

A empresária Cristiana Prestes Taddeo, da empresa Hempcare, citou o nome do ministro da Casa Civil, Rui Costa, em delação premiada sobre uma investigação da Polícia Federal que apura fraude na compra de respiradores, em 2020, em meio à crise provocada pela pandemia de Covid-19. À época, Rui Costa era governador da Bahia. O ministro nega as acusações.

Na delação premiada que implicou Rui Costa em fraude na compra de respiradores na Bahia, como revelou o repórter Aguirre Talento, a empresária Cristiana Taddeo, da Hempcare Pharma, disse ter prints de conversas que “revelam o envolvimento” do então governador da Bahia com Cleber Isaac, considerado pela PF personagem central no esquema que envolveu R$ 48 milhões na compra de respiradores não entregues.

As informações são do portal UOL, que teve acesso ao conteúdo da delação. A empresária chegou a devolver R$ 10 milhões aos cofres públicos, como contrapartida para ter benefícios processuais. Ela deu detalhes sobre a irregularidade e apresentou extratos bancários.

Segundo o UOL, Cristiana Prestes Taddeo chegou a reportar que os termos do contrato firmados com a empresa Hempcare para a compra dos respiradores eram desfavoráveis ao governo da Bahia. Uma das cláusulas prévia pagamento adiantado.

A empresária teria dito ainda, na delação premiada, que a Hempcare não possuía as documentações necessárias para importar equipamentos hospitalares e que nenhum agente público solicitou o certificado e registro da Anvisa.

Segundo a reportagem, ela disse ainda aos investigadores que teria recebido informações privilegiadas e, por causa disso, apresentou proposta de preço de US$ 28.900 por respirador. O contrato para venda de 300 aparelhos respiradores totalizou R$ 48 milhões, conforme cotação do dólar à época.

Rui Costa, do PT, foi governador da Bahia por oito anos, entre 2015 e 2022. Os respiradores iriam abastecer os estados do Consórcio Nordeste, presidido por ele à época.

*Informações do site O Tempo e Portal O Globo

Contato da redação ou setor comercial:

Envie E-mail para: contato@sessaodenoticias.com.br ou clique aqui.

Sigam nossas redes sociais:

Facebook (@sessaodenoticias)

TikTok (@sessaodenoticias)

Instagram (@sessaodenoticias)

Twitter (@sessaodnoticias)

Youtube (Sessão de Notícias)

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts