Empoderando crianças pretas desde a infância: Incentivando a identificação profissional

 

Tia Má fala sobre a importância de motivar os filhos desde cedo e superar barreiras sociais para crianças pretas alcançarem seu potencial

Na jornada para um futuro de igualdade e oportunidades para todas as crianças, é essencial que os pais desempenhem um papel ativo na promoção da identificação profissional e no estímulo aos sonhos desde a infância. Para crianças pretas, essa necessidade é ainda mais premente, pois muitas vezes enfrentam barreiras sociais que limitam suas oportunidades. É fundamental que a sociedade como um todo reconheça e combata essas desigualdades, proporcionando às crianças pretas a mesma orientação e apoio necessários para que possam prosperar em suas carreiras e aspirações.
De acordo com Maíra Cristina Dias Azevedo, conhecida como Tia Má, artista, jornalista e escritora, é crucial que as crianças pretas sejam incentivadas desde cedo a se identificar com uma profissão e a perseguirem seus sonhos. “É essencial que as crianças pretas sintam-se capacitadas e encorajadas a explorar suas paixões e acreditar em seu potencial. Devemos proporcionar-lhes as mesmas oportunidades e apoio que damos a todas as crianças, para que possam alcançar seus objetivos profissionais”, afirma.
Através de uma abordagem proativa e inclusiva, os pais podem desempenhar um papel fundamental no desenvolvimento profissional de seus filhos pretos. Ao expô-los a uma variedade de experiências e oferecer-lhes orientação e apoio emocional, os pais podem ajudar a construir a autoconfiança e a autoestima necessárias para que as crianças pretas superem os desafios e alcancem seu pleno potencial.
No entanto, é importante reconhecer que as crianças pretas muitas vezes enfrentam barreiras sociais que dificultam o acesso a oportunidades educacionais e profissionais. Da discriminação no sistema educacional à falta de representação em determinadas áreas profissionais, as crianças pretas enfrentam desafios únicos que podem minar sua confiança e autoestima.
Para combater essas desigualdades, é essencial que a sociedade como um todo se envolva ativamente na criação de um ambiente inclusivo e equitativo para todas as crianças. Isso inclui o fornecimento de mentoria e apoio financeiro, bem como a promoção da representação e diversidade em todas as áreas profissionais.
Ao incentivar e capacitar as crianças pretas, Tia Má entende que é necessário incentivá-las a acreditarem que elas podem ser o que quiserem e a conhecer diversas profissões, apresentando o trabalho de profissionais das mais diversas áreas. “Juntos, podemos construir um futuro mais brilhante e igualitário para todas as crianças, independentemente de sua cor de pele”, completa.

*Sobre Tia Má*

Aos 43 anos, a artista, jornalista e escritora Maíra Cristina Dias Azevedo desponta em uma carreira promissora na TV e no streaming. Conhecida como Tia Má, a baiana tem seu nome em produções renomadas e soma mais de um milhão de seguidores em suas redes sociais.
Maíra estreou na TV aberta em 2016, no “Encontro com Fátima Bernardes”, no quadro “Você Viu?”, onde ganhou espaço por amplificar vozes e promover representatividade na mídia brasileira. A partir do programa da Globo, Tia Má passou a atrair ainda mais a atenção da massa para suas redes sociais e recebeu convite para diversos produtos de entretenimento.
Em 2023, a artista participou de sete produções audiovisuais. Além de compor o elenco de “Humor Negro” e uma participação especial em “Dra Darci”, ambos humorísticos do Multishow, ela fez a Carol em “Rensga Hits!” da Globoplay, na segunda e terceira temporada; interpretou Trombeta, mãe de Mia, a protagonista de “O Dia em que a Minha Vida Mudou”, do Gloob; deu voz a Dora, no desenho animado “As Aventuras de Amí”, do canal Futura; e “Toda Família Tem”, da Prime Video, como Deise.
Maíra também ganhou destaque no cinema, com filmes de projeção internacional, como o premiadíssimo “Medida Provisória” (2022), de Lázaro Ramos e Lusa Silvestre; e “Vale Night” (2022), dirigido por Luís Pinheiro e escrito por Ian Deitchman, Caco Galhardo, Renata Martins e Carla Meirelles, a partir de uma ideia original de Kristin Rusk Robinson.
Nas redes sociais, a comunicadora enaltece suas origens e sua religiosidade, repercute temas relevantes do cotidiano com outros famosos, propondo debates profundos e reflexões necessárias para a sociedade. O próximo passo é entrar na teledramaturgia.

*Mynd – Informações para a imprensa*

Felipe Rufino – felipe.rufino@mynd8.com.br

Heloisa Paulenas – heloisa.paulenas@mynd8.com.br

Priscila Lima – priscila.lima@mynd8.com.br

Rafael Godinho – rafael.godinho@mynd8.com.br

Alisson Fernández – alisson.fernandez@mynd8.com.br

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *