Corinthians pode pagar multa, perder pontos e mando de campo após acusação de racismo cometido por Rafael Ramos no jogo contra o Internacional

Edenilson, do Internacional, acusou Rafael Ramos, do Corinthians, de racismo durante o empate em 2 a 2 ontem (14/05/2022), no Beira-Rio, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro. Aos 30 minutos do segundo tempo, o meia Edenilson relatou ao árbitro Bráulio da Silva Machado que o lateral Rafael Ramos o teria chamado de “macaco”.

Rafael Ramos negou o ocorrido. De acordo com Roberto de Andrade, diretor de futebol do Timão, a frase foi: “Mano, c…”, para Mano Menezes, técnico do Inter. O lateral português foi ao vestiário conversar com Edenilson para tentar se explicar, mas o atleta do Colorado manteve a queixa na Polícia Civil e registrou boletim de ocorrência em Porto Alegre. Rafael chegou a ser preso em flagrante, e acabou liberado após o pagamento de fiança.

Caso comprovado, o que poderá acontecer com o Corinthians?

De acordo com o artigo 243-G do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), a pena é de suspensão de cinco a dez partidas, além de multa de R$ 100 a R$ 100 mil para “ato discriminatório, desdenhoso ou ultrajante, relacionado a preconceito em razão de origem étnica, raça, sexo, cor, idade, condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência”.

Perda de Pontos?

Novo presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues quer a perda de pontos como punição para casos de racismo. A confederação propôs sentenças mais duras à Conmebol e espera por ajustes para 2022.

A CBF deve realizar em junho um evento para debater medidas de combate à discriminação racial no futebol com representantes da Fifa, Conmebol, federações, clubes, Justiça Desportiva e Ministério Público.

*Informações do Portal UOL Esportes

Contato da redação ou setor comercial:

Envie Email para: contato@sessaodenoticias.com.br ou clique aqui.

Sigam nossas redes sociais:

Facebook (@sessaodenoticias)

Instagram (@sessaodenoticias)

Twitter (@sessaonoticias)

Youtube (Sessão de Notícias)

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts