Contrariando o governo golpista do Níger, Macron afirma que seus embaixadores continuarão no país africano

O embaixador da França no Níger permanecerá no país africano, apesar da pressão para sua retirada por parte dos líderes de um golpe de Estado recente, disse o presidente Emmanuel Macron em um discurso a diplomatas nesta segunda-feira (28/08/2023).

Macron também reiterou o apoio da França ao presidente deposto do Níger, Mohamed Bazoum, cuja decisão de não renunciar foi considerada corajosa pelo mandatário francês.

“Penso que a nossa política é a certa. Baseia-se na coragem do presidente Bazoum e nos compromissos do nosso embaixador, que permanece apesar de toda a pressão, apesar de todas as declarações feitas pelas autoridades ilegítimas”, disse Macron.

Na sexta-feira, a junta do Níger, que tomou o poder em um golpe de Estado em 26 de julho, disse ter ordenado ao embaixador francês Sylvain Itté que deixasse o país dentro de 48 horas.

Macron também rejeitou os apelos de alguns nos Estados Unidos e na Europa para que as potências ocidentais desistissem de Bazoum.

“Não reconhecemos aqueles que levaram a cabo o golpe, apoiamos um presidente que não renunciou e do qual continuamos aliados”, disse Macron.

O principal bloco da África Ocidental, a Comunidade Econômica dos Estados da África Ocidental (Cedeao), tem tentado negociar com os líderes do golpe no Níger e disse que está pronto para enviar tropas para restaurar a ordem constitucional se os esforços diplomáticos falharem.

*Informações do Portal UOL Notícias

Contato da redação ou setor comercial:

Envie E-mail para: contato@sessaodenoticias.com.br ou clique aqui.

Sigam nossas redes sociais:

Facebook (@sessaodenoticias)

TikTok (@sessaodenoticias)

Instagram (@sessaodenoticias)

Twitter (@sessaonoticias)

Youtube (Sessão de Notícias)

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts