Bolsonaro mente sobre ações na pandemia e cita 2021 como “ano da vacinação”

O presidente Jair Bolsonaro (Sem partido) fez um discurso na terça-feira (23), em cadeia nacional de televisão e rádio para falar da estratégia do governo federal para vacinar os brasileiros neste ano. Apesar de dizer que 2021 será “o ano da vacinação dos brasileiros”, o chefe do Poder Executivo, nos últimos 12 meses, minimizou a pandemia, provocou aglomerações, falou contra o uso de máscaras, brecou negociações de imunizantes e, por diversas vezes, manifestou-se contra as vacinas, afirmando que não iria comprá-las ou assumir o risco por eventuais problemas para a população.

“Estamos fazendo e vamos fazer de 2021 o ano da vacinação dos brasileiros. Somos incansáveis na luta contra o coronavírus”, disse o presidente ao mentir sobre o que governo tem feito para combater a pandemia. O pronunciamento ocorreu no dia em que 3.158 mortes por Covid-19 foram registradas no país em 24h.

“Ao final do ano, teremos alcançado mais de 500 milhões de doses para vacinar toda a população. Muito em breve, retomaremos nossa vida normal”, afirmou Bolsonaro. Bolsonaro também mentiu ao dizer que o país é o quinto que mais vacina contra a Covid-19. Na realidade, o país é o sexto entre as nações que mais aplicam a vacina, mas está 60ª posição no ranking proporcional a cada 100 habitantes.

Comments (0)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: