Aquecimento Global é a justificativa para o calor extremo na Europa

O Reino Unido registrou, nesta última terça-feira (19/07/2022), a temperatura mais alta de sua história: mais de 40 °C. O recorde veio acompanhado de cenas alarmantes. Em Londres, uma base aérea militar e um aeroporto precisaram ser fechados porque a pisa começou a derreter.

“Em uma situação normal, isso seria impossível”, alertou o chefe do serviço britânico de meteorologia. No serviço espanhol, 117 observatórios nunca tinham registrado tanto calor. As queimadas varreram 600 km² e forçaram a retirada de quase 6 mil pessoas de casa. Na França, foram 34 mil. Em todo o continente, pelo menos 1.100 pessoas morreram em decorrência das altas temperaturas.

Para especialistas, não é apenas sobre o desconforto causado por dias de tanto calor, mas sim sobre os sintomas de um aquecimento global que só se agrava. Os cientistas afirmam que eventos como este indicam que a humanidade vive uma “catástrofe em conta-gotas”, que seja no Reino Unido ou no Brasil, já é a causa de episódios trágicos, que tendem a ficar cada vez mais frequentes.

A situação é considerada tão grave que a agência do clima das Nações Unidas disse, nesta última terça-feira (19/07), que “o mundo inteiro vai pagar uma conta cada vez mais alta” se não reduzirmos o volume de poluentes na atmosfera, especialmente o monóxido de carbono, presente nos combustíveis fósseis.

“A direção é clara e, no futuro, essas ondas de calor serão normais”, alertou Petteri Taalas, chefe da Organização Mundial de Meteorologia. As centenas de mortes registradas são o topo da crise que compromete a agricultura, os transportes e a segurança das cidades.

Contato da redação ou setor comercial:

Envie Email para: contato@sessaodenoticias.com.br ou clique aqui.

Sigam nossas redes sociais:

Facebook (@sessaodenoticias)

Instagram (@sessaodenoticias)

Twitter (@sessaonoticias)

Youtube (Sessão de Notícias)

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts