Apesar da pressão de países ricos, Lula não se encontra e nem cumprimenta Zelensky durante cúpula do G7

Apesar da pressão dos países ricos, o encontro entre o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o presidente Ucraniano, Volodymyr Zelensky, não aconteceu no G7. O motivo seria uma incompatibilidade de agendas. A comitiva brasileira chegou a negociar com a equipe de Zelensky, ofereceu horários vagos, mas sem sucesso.

Num segundo momento da transmissão, o presidente ucraniano se senta bem em frente a Lula, do lado oposto da mesa, e olha na direção do presidente brasileiro, sem fazer qualquer aceno.

O presidente Zelensky concedeu uma coletiva antes de retornar à Kiev e questionado se ficou decepcionado por não ter se encontrado com Lula, respondeu: “acho que ele (Lula) que ficou decepcionado”.

Volodymyr confirmou o desencontro de agendas. “Encontrei todos os líderes. Quase todos. Todos têm suas agendas próprias. Acho que é por isso que não pudemos encontrar o presidente do Brasil.”

 

Encontro de Lula com Biden

O presidente Lula também não teve encontro bilateral com o presidente americano Joe Biden. O assessor de Segurança Nacional da Casa Branca, Jake Sullivan, havia informado, no último sábado (21), que a reunião durante a cúpula do G7, em Hiroshima, no Japão, abordaria a situação da invasão russa na Ucrânia e definiria o papel construtivo que o Brasil pode desempenhar nas negociações de paz – congeladas há meses.

Contato da redação ou setor comercial:

Envie E-mail para: contato@sessaodenoticias.com.br ou clique aqui.

Sigam nossas redes sociais:

Facebook (@sessaodenoticias)

TikTok (@sessaodenoticias)

Instagram (@sessaodenoticias)

Twitter (@sessaonoticias)

Youtube (Sessão de Notícias)

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts