Anestesista é investigado por seis possíveis estupros; três novas vítimas procuraram a polícia

O médico anestesista Giovanni Quintella Bezerra, preso em flagrante por estuprar uma mulher em trabalho de parto, no Hospital da Mulher Heloneida Studart, no Rio de Janeiro, está sendo investigado por seis estupros, segundo informou a delegada Bárbara Lomba, que investiga o caso.

Giovanni é investigado por três casos referentes ao dia 10 de julho – incluindo o que foi filmado -, e outros três, de vítimas que buscaram a delegacia depois da repercussão do caso.

A delegada informou ainda que Giovanni não fará o teste de sanidade mental, por ter já comprovado ser uma pessoa completamente capaz. Ela pediu que seja evitado chamá-lo de doente.

O anestesista foi levado, na segunda-feira (11), para o presídio de Benfica e passa por audiência de custódia na tarde desta terça (12). Giovanni é, inclusive, réu em uma denúncia de erro médico no Hospital de Irajá.

Total
15
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Related Posts