Acusado de abuso de poder, Moro depõe presencialmente à Justiça Eleitoral

O senador Sergio Moro (União Brasil-PR) depõe nesta quinta-feira (7) no Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) em processo que pode levar à sua perda de mandato. Moro é acusado de abuso de poder econômico ao trocar o Podemos pelo União Brasil na campanha presidencial e ao Senado, em 2022. As partes acusadoras nesse caso são o PL e o PT, ambos monitorando de perto a situação do ex-juiz da Lava Jato.

Segundo o colunisrta Ricardo Noblat, do portal Metrópoles, tanto Lula (PT) quanto Bolsonaro (PL) têm estratégias para o caso de uma eventual cassação de Sergio Moro. Dado que o cargo de senador é nominal, a realização de novas eleições seria necessária. Nesse cenário, tanto petistas quanto bolsonaristas já têm candidatos em mente.

Do lado bolsonarista, a ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro é muito benquista, segundo o Paraná Pesquisas, que testou a mulher de Bolsonaro contra velho caciques da política, como Alvaro Dias (Podemos). Segundo o levantamento, do final de outubro, Michelle teria 35,7% das intenções de voto, seguida pelo ex-senador, com 24,4%, e Gleisi Hoffmann, que teria 16,2%.

Gleisi é a potencial candidata do PT para ocupar a vaga. antes disso, porém, ela busca tornar-se ministra no governo de Lula. A deputada acredita que a presidência do PT não deu “prestígio” suficiente ao que ela gostaria.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts