Siga nossas redes

Esportes

Renan Lodi foi ausência na lista de Tite por não cumprir esquema vacinal

Published

on

O lateral-esquerdo Renan Lodi foi ausência na lista de convocados da seleção brasileira por não ter esquema vacinal completo contra a Covid-19. Segundo o técnico Tite, o jogador do Atlético de Madrid recebeu a primeira dose de imunizante na útima segunda-feira (10/01/2022), o que impediria sua entrada no Equador, país que será palco do próximo desafio do Brasil, no dia 27 de janeiro, pela última rodada das Eliminatórias da Copa.

“O que posso antecipar é que o Renan Lodi não pôde ser convocado pela não-vacinação. Ele perdeu a oportunidade de concorrer”, explicou Tite, que posteriormente detalhou o caso:

“Eu, particularmente, entendo que a vacinação é uma responsabilidade social. Eu trago comigo. Eu e minha família. Eu e meus netos. Queria ter meus pais, não tenho. Mas queria poder protegê-los. Segundo, o aspecto é respeitando a parte das autoridades sanitárias de cada país. Renan Lodi não poderia entrar no Equador. Ele teve a primeira dose da vacina no dia 10. Não estaria apto de estar com a delegação. Respeitamos as leis deste país.”

Em seguida, o auxiliar técnico da seleção, César Sampaio, explicou que a vacinação contra a Covid-19 não é uma obrigatoriedade na seleção: “A seleção brasileira não obriga os atletas a se vacinarem”.

Em um segundo momento, Tite pediu para que o diretor médico da CBF, Dr. Jorge Pagura, comentasse a situação. Segundo o dirigente, a seleção darará prioridade aos atletas vacinados.

“Existem dois tipos de condição. O interesse coletivo supera o individual em relação à vacinação. A CBF prioriza os que têm a vacinação completa, conforme o conceito científico no mundo todo. O Equador não permite a entrada de quem não têm o ciclo completo. Segundo, no Brasil, os estrangeiros têm de ter as duas vacinas e os brasileiros também. Os que não tiverem tem de ter teste negativo e vão ter cinco dias de quarentena. De qualquer forma, estaria prejudicado nesta situação”, explicou Pagura.

O Brasil encara Equador e Paraguai nos primeiros compromissos deste ano. No dia 27 deste mês, os comandados de Tite vão a Quito para enfrentar os equatorianos. Na semana seguinte, em 1º de fevereiro, a Amarelinha recebe a seleção paraguaia, em Belo Horizonte. Garantido na Copa do Mundo, o Brasil aguarda o sorteio dos grupos do torneio, que será em 1º de abril, em Doha, no Catar.

Sigam nossas redes sociais:

Facebook (@sessaodenoticias)

Instagram (@sessaodenoticias)

Twitter (@sessaonoticias)

Youtube (Sessão de Notícias)

Click para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As mais lidas