Siga nossas redes

Esportes

Flamengo leva vantagem em decisões contra Palmeiras

Published

on

Palmeiras e Flamengo fazem neste sábado (27/11/2021), em Montevidéu, o confronto mais importante do histórico de partidas entre os dois clubes. No Centenário, alviverdes e rubro-negros vão se enfrentar pela sexta oportunidade em um confronto decisivo. Até aqui, a vantagem é do Flamengo. O SBT transmite tudo sobre a finalíssima da Libertadores a partir das 15h30, e a bola rola às 17h. A decisão também poderá ser acompanhada pelo site do SBT.

O histórico de confrontos decisivos entre Palmeiras e Flamengo é rico. As equipes possuem duelos por torneios como Copa do Brasil, Supercopa do Brasil e também pelas extintas Copa Mercosul e Supercopa dos Campeões. A estatística considera apenas finais e/ou jogos eliminatórios.

Copa do Brasil, 1997 – Semifinal

O Flamengo possuía Romário, Sávio, Júnior Baiano e Athirson; do outro lado, o Palmeiras contava com nada mais nada menos que Djalminha, Rincón, Cafu e Roque Júnior. O confronto entre cariocas e paulistas pela semifinal da Copa do Brasil de 1997 reuniu diversos nomes importantes da década de 90 do futebol brasileiro.

O duelo decisivo foi dominado pelo Rubro-Negro. A equipe do técnico Sebastião Rocha venceu o confronto de ida por 2 a 0: Romário e Sávio balançaram a rede. Na volta, o Urubu confirmou a classificação pelo placar mínimo, com novo tento de Sávio.

Na final, o Flamengo acabou ficando com o vice. O Grêmio foi o campeão da Copa do Brasil.

Copa do Brasil, 1999 – Quartas de final

Dois anos depois, os clubes se encontraram pelo mesmo torneio, e o clima foi de revanche. O Rubro-Negro contou com tentos de Caio Ribeiro e Romário para vencer no Maracanã por 2 a 1 – Paulo Nunes descontou para o Alviverde no fim da partida. Na volta, o Palestra Itália viu um dos mais emocionantes do confronto entre as equipes.

Em 21 de maio de 1999, Palmeiras e Flamengo fizeram um dos jogos mais marcantes dos anos 90. O time de Luiz Felipe Scolari conseguiu uma incrível virada, após ter ficado atrás no placar por duas oportunidades. O clube paulista venceu os visitantes por 4 a 2, tentos de Oséas, Júnior e Euller (2x); Rodrigo Mendes anotou os dois gols do Rubro-Negro.

Classificado, o Alviverde acabou eliminado na semifinal justamente para um rival do Flamengo: o Botafogo.

Copa Mercosul, 1999 – Final

O último ano do milênio ainda reservaria mais emoções para rubro-negros e alviverdes. E grandes emoções. Na final da Copa Mercosul, cariocas e paulistas ofereceram dois grandes espetáculos. A ida, no Maracanã, terminou com triunfo rubro-negro: 4 a 3. Juan, Caio Ribeiro (2x) e Reinaldo balançaram a rede pelo lado do Fla; Júnior Baiano, Asprilla e Paulo Nunes anotaram os gols do Palestra.

Na volta, mais um carrossel de gols e emoções. Arce abriu o placar para os mandantes, mas Caio Ribeiro e Rodrigo Mendes viraram para o Rubro-Negro. O lateral paraguaio, em cobrança de pênalti, deixou tudo igual, e poucos minutos depois Paulo Nunes virou para o Palmeiras. Nos minutos finais, quando a decisão estava próxima da disputa dos pênaltis, o meia Lê deixou tudo igual e confirmou o título flamenguista.

Copa dos Campeões, 2000 – Semifinal

No ano seguinte, um novo encontro decisivo, pela Copa dos Campeões. Petkovic e Reinaldo, para o Fla, e Rodrigo Taddei, para o Verdão, anotaram os gols do jogo de ida, no estádio Almeidão, em João Pessoa.

No segundo duelo, no Rei Pelé, em Maceió, o Palmeiras bateu o adversário carioca pelo placar mínimo, tento de Taddei. Na decisão na marca da cal, Sérgio pegou o pênalti de Reinaldo, e o Palestra passou para a finalíssima. O Alviverde ficou com o título ao bater o Sport na decisão.

Supercopa do Brasil, 2021 – Final

Demorou mais de 20 anos para que Flamengo e Palmeiras se encontrassem em uma nova decisão. Mas o novo duelo significaria muito no contexto dos times, as duas principais potências do futebol brasileiro no fim da última década. Em Brasília, o Rubro-Negro e o Alviverde travariam apenas a primeira batalha deste 2021 inesquecível.

A partida no Mané Garrincha foi disputada em velocidade máxima os 90 minutos. Raphael Veiga abriu o placar com um bonito gol logo no início, jogando bastante pressão para o lado carioca. Aos poucos, o então time de Rogério Ceni foi se acertando, e Arrascaeta e Gabigol viraram ainda no primeiro tempo.

Na segunda etapa, a partida reservaria ainda muito mais chances de gol, com Weverton e Diego Alves se desdobrando debaixo das traves. O empate do Palestra saiu em um descuido de Rodrigo Caio, que cometeu pênalti ao fazer uma falta em Rony; na cobrança, Veiga deixou tudo igual.

Nos pênaltis, o Palmeiras chegou a abrir dois gols de vantagem na série regular. Bastava apenas que Luan confirmasse o título alviverde, mas o zagueiro parou em Diego Alves. Na sequência, o arqueiro rubro-negro ainda viu Danilo acertar a trave; Vitinho e Gabigol converteram duas cobranças e o duelo foi para as alternadas.

Foram necessárias mais oito batidas. Mayke tentou o canto esquerdo de Diego Alves, mas o goleiro pulou corretamente e espalmou a cobrança. Coube a Rodrigo Caio se redimir da falha na partida: o zagueiro não deu chance a Weverton e confirmou o título.

Sigam nossas redes sociais:

Facebook (@sessaodenoticias)

Instagram (@sessaodenoticias)

Twitter (@sessaonoticias)

Click para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As mais lidas