Connect with us

saúde

Fiocruz examina no Rio de Janeiro dois casos suspeitos de mal da vaca louca

Published

on

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) informou, nesta quinta-feira (11/11/2021), que recebeu dois pacientes com suspeita de Encefalopatia Espongiforme Bovina (EBB), popularmente conhecida como “Mal da Vaca Louca”.

Os pacientes estão internados no centro hospitalar criado para a pandemia de Covid-19 no Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (INI/Fiocruz), no Rio de Janeiro. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro, os casos suspeitos são de moradores de Belford Roxo e de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

“As notificações foram encaminhadas à Secretaria Estadual de Saúde para desenvolvimento de ações junto às secretarias dos municípios de residência”, informou a secretaria em nota.

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde de Belford Roxo informou que não foi notificada sobre nenhum caso da doença no município.

A Fiocruz não informou detalhes sobre a identidade dos pacientes, como sexo e idade ou o local onde poderia ter acontecido a infecção.

Desde 2013, o Brasil possui status sanitário de risco insignificante para a doença na Organização Mundial de Saúde Animal. Porém, em setembro deste ano, a Secretaria de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) confirmou dois casos da doença em frigoríficos de Nova Canaã do Norte (MT) e de Belo Horizonte (MG).

Por conta dos episódios, a China mantém embargo já há dois meses à carne bovina brasileira. Recentemente o país liberou apenas um lote do produto, que já estava em um porto chinês antes da decisão de suspender a importação de carne brasileira. Isso fez com que as exportações caíssem 43% até o momento.

*Informações do site CNN Brasil

Sigam nossas redes sociais:

Facebook (@sessaodenoticias)

Instagram (@sessaodenoticias)

Twitter (@sessaonoticias)

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As mais lidas