Connect with us

Brasil

Leilão do 5G recebe 15 propostas para exploração de frequências da internet

Published

on

Operadoras de grande e médio porte, além de provedores regionais reunidos em consórcios e fundos de investimentos em telefonia e internet, foram os responsáveis por apresentar à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) 15 propostas para a exploração de cada uma de quatro frequências de internet 5G disponíveis no Brasil: 700 MHz; 2,3 GHz; 3,5 GHz; e 26 GHz. As faixas são comparáveis a ruas digitais por onde trafegam os dados. Os valores dos lances só serão divulgados em leilão, que deve ser realizado em 4 de novembro.

Concorrem pelas faixas os seguintes proponentes:

– Algar Telecom LTDA

– Brasil Digital Telecomunicações LTDA

– Brisanet Serviços de Telecomunicações LTDA

– Claro S.A

– Cloud2U Indústria e Comércio de Equipamentos Eletrônicos LTDA

– Consórcio 5G Sul

– Fly Link LTDA

– Mega Net Provedor de Internet e Comércio de Informática LTDA

– Nemo Serviço de Comunicações Entretenimento e Educação LTDA

– NK 108 Empreendimentos e Participações LTDA

– Sercomtel Telecomunicações S.A

– Telefônica Brasil S.A (Vivo)

– Tim S.A

– VDF Teconologia de Informação LTDA

– Winity II Telecom LTDA

Caso as empresas arrematem todos os lotes oferecidos, o leilão deve movimentar R$ 49,7 bilhões, dos quais R$ 10,6 bilhões serão de outorgas pelo direito de exploração comercial e R$ 39,1 bilhões terão que ser investidos pelas empresas para cumprir exigências do edital, como disponibilizar internet 5G em todas as capitais brasileiras até julho de 2022. Aparelhos com tecnologia 4G e 3G continuarão funcionando.

De acordo com o superintendente de competição da Anatel, Abraão Balbino e Silva, o 5G vai facilitar a integração de todos os aparelhos na chamada “Internet das Coisas”.  “A gente vai ter mais do que uma experiência melhor de conexão. Nós teremos novas facilidades, como serviços de inteligência artificial, realidade virtual, realidade aumentada, isso a aplicado a toda a economia: agronegócio, defesa e cidades inteligentes”.

O leilão das frequências 5G é considerada a pauta prioritária do Ministério das Comunicações. Em setembro, o Ministro Fábio Faria destacou que o prejuízo para o país sem a nova conexão de internet era de R$ 2,8 milhões por dia ou R$ 100 bilhões por mês, devido a tecnologias que não podem ser usadas em atividades econômicas, por conta da atual rede brasileira.

Sigam nossas redes sociais:

Facebook (@sessaodenoticias)

Instagram (@sessaodenoticias)

Twitter (@sessaonoticias)

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As mais lidas