Pedido da CBF é aceito pela Fifa e pune clubes por impedir brasileiros de defender a seleção

A Fifa puniu os clubes que impediram atletas brasileiros de se juntar à seleção na rodada tripla das Eliminatórias da Copa, informou a BBC. As equipes não poderão utilizar os jogadores por cinco dias a partir do término data Fifa, que se encerra nesta sexta-feira (10/09/2021).

A punição irá afetar os ingleses Chelsea (Thiago Silva), Liverpool (Fabinho e Roberto Firmino), Manchester City (Ederson e Gabriel Jesus), Manchester United (Fred) e Leeds United (Raphinha), além do Zenit (Claudinho e Malcom), da Rússia.

O veto aos clubes será válido entre os dias 10 e 14 de setembro, afetando a próxima rodada do Campeonato Inglês, do Campeonato Russo e até mesmo a primeira rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões. Isso porque Chelsea, Manchester United e Zenit vão a campo no dia 14.

A punição só acontece devido a mobilização da CBF. O Everton, da Inglaterra, que impediu a convocação de Richarlison, escapou do embargo devido a boa relação que possui com a entidade brasileira. O atacante já havia sido liberado pelo clube inglês para a disputa das Olimpíadas.

O Brasil vai a campo nesta quinta-feira (09) diante do Peru, na Arena Pernambuco.

Sigam as redes sociais:

Facebook (@sessaodenoticias)

Instagram (@sessaodenoticias)

Twitter (@sessaonoticias)

Comments (0)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *