Siga nossas redes

Brasil

Brasil comemora 522 anos de descobrimento

Published

on

Há 522 anos, em 22 de abril de 1500, a expedição portuguesa comandada por Pedro Álvares Cabral desembarcava no Brasil e marcava o descobrimento do país. Essa é a história contada nas escolas brasileiras, porém existem provas de que os primeiros estrangeiros a chegarem em território brasileiro vieram, na verdade, da Espanha.

Estudos apontam que o espanhol Vicente Yáñez Pinzón e os homens chefiados pelo capitão chegaram ao Brasil ainda em janeiro de 1500, ou seja, quase três meses antes de Cabral.

Pesquisadores afirmam que o navegador e seus comandados chamaram a região encontrada de Santa Maria de la Consolación, localizada na ponta da praia de Mucuripe, no Ceará. Outras versões dizem que ele passou pelo cabo de Santo Agostinho, na região metropolitana da capital pernambucana, Recife.

“Em seu depoimento às autoridades da Espanha, Pinzón afirmou que havia aportado no cabo de Santo Agostinho, em Pernambuco – mas provavelmente se equivocou, ou mentiu”, diz o jornalista e escritor Eduardo Bueno, autor do livro Náufragos, Traficantes e Degredados, de 1998.

Bueno conta que o chefe da missão era um explorador experiente. Oito anos antes de desembarcar no Brasil, ele tinha acompanhado Cristóvão Colombo na gloriosa viagem que, a 12 de outubro de 1492, atingiu o mar do Caribe, descobrindo a América.

Na ocasião, tanto Colombo como Pinzón “concluíram de imediato que haviam chegado ao litoral oriental da Ásia”.

Embora polêmica, as provas de que Pinzón chegou antes ao Brasil se baseiam em fontes primárias e em pesquisas confiáveis. A expedição foi bem documentada, e cronistas do século 16 se referem a ela em detalhes.

Pinzón não teria partido em direção ao continente americano. Na realidade, sua intenção era “chegar às porções continentais da Ásia”, revela Bueno. Por causa do mau tempo, os navegantes puderam realizar uma das mais rápidas travessias entre Cabo Verde e o Brasil. As caravelas gastaram apenas 13 dias para cobrir um trajeto que durava cerca de um mês.

“Foi apenas em 1975 que o então capitão de mar e guerra e, mais tarde, contra-almirante Max Justo Guedes, à época diretor do Serviço de Documentação Geral da Marinha Brasileira, estabeleceu, de maneira irrefutável, que Pinzón e seus homens chegaram à ponta de Mucuripe, hoje incorporada à área urbana da cidade de Fortaleza, capital do Ceará – e a meio caminho entre o cabo Orange e o de Santo Agostinho”, diz Eduardo Bueno.

*Informações do Portal R7

Contato da redação ou setor comercial:

Envie Email para: contato@sessaodenoticias.com.br ou clique aqui.

Sigam nossas redes sociais:

Facebook (@sessaodenoticias)

Instagram (@sessaodenoticias)

Twitter (@sessaonoticias)

Youtube (Sessão de Notícias)

Click para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As mais lidas