Siga nossas redes

coronavírus

Ministério da Saúde anuncia recomendação da quarta dose contra Covid-19

Published

on

O Ministério da Saúde anunciou na última quarta-feira (23/03/2022) a recomendação da segunda dose de reforço contra a COVID-19, também conhecida como quarta dose, para idosos com mais de 80 anos. A antecipação da medida por alguns estados, como São Paulo e Amazonas, foi criticada pelo ministro Marcelo Queiroga. A estimativa da pasta é de que 4,6 milhões de idosos sejam imunizados.

A aplicação desta quarta dose deve ser feita quatro meses após o primeiro reforço (terceira dose). Outra orientação da pasta é que o segundo reforço seja feito, preferencialmente, com a a vacina da Pfizer. A pasta avisa que já há vacinas da Pfizer suficientes para aplicação neste grupo.

As vacinas da Janssen e da AstraZeneca “também podem ser utilizadas, independentemente do imunizante anterior”, diz nota do Ministério da Saúde.
Anteriormente, a quarta dose só era indicada pela pasta para pessoas imunocomprometidas com mais de 18 anos. A ampliação do grupo que receberá o segundo reforço da COVID-19 foi discutido pelos especialistas da Câmara Técnica Assessora em Imunizações (CTAI).
Estes consideraram a redução da efetividade das vacinas da COVID-19 entre as faixas etárias mais avançadas para recomendar a quarta dose para este grupo. “A diminuição da efetividade das vacinas em idosos, a partir de 3 a 4 meses depois da aplicação, pode ser explicada pelo envelhecimento natural do sistema imunológico, o que exige uma estratégia diferenciada para a proteção desse grupo”, explicou o ministério.

*Informações do site Estado de Minas

Sigam nossas redes sociais:

Facebook (@sessaodenoticias)

Instagram (@sessaodenoticias)

Twitter (@sessaonoticias)

Youtube (Sessão de Notícias)

Click para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As mais lidas