Siga nossas redes

Mundo

Primeiro comboio com ajuda militar da Polônia chegam à Ucrânia

Published

on

O Governo da Ucrânia, sob o comando de Volodymyr Zelensky anunciou no final da noite de ontem (25/02/2022), horário de Brasília, que as Forças Armadas ucranianas receberam um comboio com munições doadas pela Polônia para o país continuar lutando contra a invasão da Rússia ao país. A Polônia foi o único país até o momento, desde o início da invasão russa, que entregou doações militares para a Ucrânia lutar contra os russos que tentam conquistar o palácio do governo em Kyev, capital do país.

Confiram o anúncio feito na página oficial do Ministério da Defesa da Ucrânia:

“As Forças Armadas da Ucrânia estão gratas ao Povo, ao Presidente, ao Parlamento, ao Governo, ao Ministério da Defesa e às Forças Armada da República da Polónia pelo importante presente militar da Polónia e por apoiarem a soberania , a integridade territorial da Ucrânia dentro de seus internacionalmente reconhecidos seus fronteiras, incluindo a Crimeia. / As Forças Armadas da Ucrânia estão gratas à República Polonesa, ao Presidente, ao Parlamento, ao Governo, ao Ministério da Defesa e ao Exército Polonês por um presente militar significativo da Polónia e por apoiarem a soberania e territorial integridade da Ucrânia como parte de sua reconhecida no Arena fronteiriça internacional, incluindo a Crimeia.”

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelinsky também agradeceu em sua rede social oficial pela ajuda da Polônia chamando o presidente do país europeu vizinho, Andrzej Duda de “Verdadeiro amigo da Ucrânia”:

“Acabei de falar com um verdadeiro amigo da Ucrânia – Presidente da Polônia @AndrzejDuda . Estou pessoalmente grato a ele, ao povo polaco, pela sua ajuda concreta e eficaz num momento tão difícil. Juntos 🇺🇦 🇵🇱 mais fortes. Obrigado”.

Sigam nossas redes sociais:

Facebook (@sessaodenoticias)

Instagram (@sessaodenoticias)

Twitter (@sessaonoticias)

Youtube (Sessão de Notícias)

Click para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As mais lidas