Siga nossas redes

Política

Senador tenta assinaturas para tramitar nova PEC dos combustíveis

Published

on

O senador Carlos Fávaro (PSD-MT) terá que conseguir as 27 assinaturas para que a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que trata do preço dos combustíveis, apresentada por ele, comece a tramitar efetivamente na Casa.

Em meio às discussões sobre possíveis soluções para a questão, o parlamentar apresentou o texto com a possibilidade de redução de impostos que incidem sobre os combustíveis, mas também com a previsão de outras medidas como a ampliação do vale-gás. Pela proposta, o subsídio para famílias de baixa renda passaria de 50% para 100%.

A PEC permite que os Estados, Distrito Federal e municípios reduzam tributos sobre diesel, biodiesel, gás e energia elétrica. A autorização para a alteração dos valores dos impostos era o que queria parte do governo federal, que chegou a indicar a possibilidade de envio de um texto ao Congresso.

Está previsto ainda o auxílio diesel temporário, de até dois anos, para caminhoneiros autônomos.

A proposta foi apresentada no Senado no mesmo dia em que houve na Câmara uma iniciativa similar do deputado Christino Aureo (PP-RJ) também a partir de uma PEC que possibilita que a União, Estados e DF, neste ano e em 2023, reduzam impostos sobre combustíveis. O deputado precisa, agora, obter as 171 assinaturas necessárias para que o texto caminhe na Câmara.

No Congresso, o senador Jean Paul Prates (PT-RN) já é relator de dois textos que buscam dar uma solução para as altas nos preços desses produtos e o parlamentar chegou a dizer que estudava uma forma de incluir a questão de alteração dos impostos em uma das propostas como forma de agilizar o debate.

Sigam nossas redes sociais:

Facebook (@sessaodenoticias)

Instagram (@sessaodenoticias)

Twitter (@sessaonoticias)

Youtube (Sessão de Notícias)

Click para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As mais lidas