MP abre investigação após o prefeito de Wenceslau Guimarães receber vacina da Covid-19 na cidade

O Ministério Público da Bahia (MP-BA) abriu uma investigação depois que o prefeito de Wenceslau Guimarães, cidade no baixo-sul da Bahia, divulgar imagens nas redes sociais tomando a vacina da Covid-19.

O prefeito tem 39 anos e não é trabalhador da saúde, portanto descumpre a ordem prioritária de vacinação estabelecida pelos planos de imunização. A reportagem tentou falar com o prefeito, mas não conseguiu contato.

A foto divulgada nas redes sociais foi publicada pelo próprio Carlos Alberto Liotério (Republicanos), que foi reeleito no último pleito. Na imagem, “Kaká” escreveu: “Forte e vacinado contra a Covid-19”.

O MP-BA instaurou procedimento administrativo e encaminhou um ofício para que o prefeito preste informações. Carlos Alberto tem até a sexta-feira (12) para justificar ao MP-BA o motivo de ter descumprido a prioridade e, além disso, deve fornecer a lista completa de todas as pessoas que foram vacinadas na cidade.

Ele também terá que responder sobre o suposto beneficiamento de uma mulher identificada como Thássia Santos, que também foi imunizada sem estar no grupo prioritário.

G1

Comments (0)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *