Iraque: sobe o número de mortos no incêndio em um hospital para tratamento da Covid-19

Pelo menos 64 pessoas morreram em um incêndio que devastou um hospital em Nassíria, no sul do Iraque, que tratava de pacientes com o novo coronavírus. De acordo com informações da agência de notícias The Associated Press, a quantidade de vítimas aumentaram nesta terça (13/07/2021) de 64 para 92 pessoas.

O incêndio no Hospital Al-Hussein, que também deixou por volta de 50 feridos, teria começado depois que tanques de oxigênio explodiram em uma unidade de terapia intensiva.

O local foi construído no início da pandemia para cuidar de pacientes com Covid-19. Fora do hospital, dezenas de jovens manifestantes protestaram contra as autoridades iraquianas.

Em um tweet publicado nesta terça-feira (13), o presidente do país, Barham Salih, afirmou que o incêndio no hospital foi uma “catástrofe” e culpou a “persistente corrupção e a má administração que subestima a vida” dos iraquianos.

Salih lembrou de um incêndio em abril em um hospital de Bagdá, que matou 82 pessoas. A tragédia foi provocada pela explosão de cilindros de oxigênio mal armazenados. O caso gerou muita indignação e resultou na renúncia do então ministro da Saúde, Hassan Al-Tamimi.

O Iraque, que vem se recuperando de décadas de guerra e sanções internacionais, registrou mais de 1,4 milhão de casos de Covid-19 e mais de 17 mil óbitos. Boa parte da infraestrutura de saúde da nação não está em boas condições e os investimentos em serviços públicos são prejudicados pela corrupção.

Desde 2019, centenas de iraquianos faleceram nos violentos protestos contra a corrupção do governo local e o desemprego.

Papa Francisco

O papa Francisco expressou nesta terça-feira (13) suas condolências pelas vítimas do incêndio em Nassíria.

No telegrama, que foi enviado pelo secretário de Estado do Vaticano, Pietro Parolin, diz que Francisco está “profundamente triste” com a tragédia.

“O papa Francisco envia garantias de sua proximidade espiritual a todos os envolvidos no trágico incêndio no hospital em Nassíria. Profundamente triste, o Papa reza pelos mortos e pelo conforto de familiares e amigos que choram seus mortos”, escreveu.

Sigam nossas redes sociais:

Facebook (@sessaodenoticias)

Instagram (@sessaodenoticias)

Twitter (@sessaonoticias)

Comments (0)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: