Posted By sessaodenoticias Posted On

Talibã diz ter conquistado 85% do território Afegão

Segundo informações do Portal Terra, os talibãs afirmaram nesta sexta-feira (09/07/2021) que controlam 85% do território afegão, incluindo dois postos importantes na fronteira com Irã e Turcomenistão, após uma ofensiva de dois meses contra as forças de Cabul, em que aproveitaram a retirada militar dos Estados Unidos.

Em coletiva de imprensa em Moscou, uma delegação talibã afirmou controlar 85% do território afegão e 250 de seus 398 distritos, um dado que não pôde ser verificado de forma independente.

“Se (os talibãs) controlam uma proporção tão grande do território, por que seus líderes vivem no Paquistão e não podem vir para o Afeganistão?”, reagiu Fawad Aman, porta-voz do Ministério da Defesa. “Por que enviam seus combatentes mortos ou feridos para o Paquistão?”, acrescentou.

As forças afegãs, agora sem o crucial apoio aéreo americano, perderam muito espaço, mas afirmaram nesta sexta-feira (09) que fizeram os talibãs saírem de Qala-i-Naw (noroeste), a primeira capital da província de Baghis, atacada pelos insurgentes desde o início de sua ofensiva.

Os combatentes talibãs atacaram também um presídio nos arredores de Kandahar, a principal cidade do sul do Afeganistão, sua antiga fortaleza. “Os combates persistem e nós enviamos reforço, incluindo as forças especiais, para limpar a área”, disse o porta-voz da polícia de Kandahar, Jamal Naser Barekzai.

Fim da retirada americana

O secretário de Defesa americano, Lloyd Austin, pediu hoje uma pressão internacional maior, para forçar um acordo entre o governo afegão e os talibãs e encerrar o conflito. “A situação da segurança no Afeganistão requer uma pressão internacional maior, para se obter um acordo político negociado, encerrar esse conflito e dar ao povo afegão o governo que ele quer e merece”, tuitou.

O chefe do Pentágono não informou a que países se referia, após um ano de conversas infrutíferas no Catar entre Cabul e os talibãs. Mas acredita-se que o Paquistão tenha uma influência significativa sobre os rebeldes.

Sigam nossas redes sociais:

Facebook (@sessaodenoticias)

Instagram (@sessaodenoticias)

Twitter (@sessaonoticias)

Comments (0)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: